Blog

Obesidade e Pandemia: Qual a relação e como se cuidar?

Obesidade e Pandemia: Qual a relação e como se cuidar?

A obesidade uma doença crônica, caracterizada pelo acúmulo excessivo de gordura corporal no indivíduo, que atinge milhões de brasileiros, sendo propensa a todas as idades, incluindo crianças.  A doença traz uma série de outros problemas, como por exemplo, riscos de doenças cardiovasculares, diabete, hipertensão, entre outras.

O acúmulo de peso está ligado à genética, má alimentação (rica em açúcar e gordura), sedentarismo, disfunções endócrinas, trombose e entre outros. Com a pandemia do Covid-19, houve um aumento considerável de pessoas sedentárias, o que causou um surto de obesidade. O que colabora com o sedentarismo são os locais em lockdown, interrompendo o ciclo de atividades físicas ou vida ativa. Além disso, existe o estresse gerado pela pandemia, que leva a população a mudar os hábitos alimentares, muitas vezes descontando sua ansiedade e demais problemas psicológicos na comida.

‘’O sedentarismo impulsionado pela pandemia se tornou uma preocupação da Organização Mundial da Saúde (OMS). Para tentar minimizar estes efeitos, o órgão lançou uma campanha com a hashtag #HealthyatHome, instruindo e incentivando as pessoas a se manterem ativas, mesmo permanecendo em casa.’’  

Confira hábitos novos para apostar em sua rotina, que previnem e auxiliam na obesidade:

1.         Dieta equilibrada e com variedades.

Selecione legumes, alimentos integrais e frutas. Diminua o consumo de manteiga ou alimentos com teor de gordura. Evite alimentos com adição de sal, óleos, açúcar e gorduras saturadas.

2.         Saiba os tipos de alimentos que consome.

Fique ciente dos nutrientes de cada alimento, com o objetivo de conhecer o que está ingerindo, selecionando alimentos bons na sua alimentação.

3.         Se alimente de 3 em 3 horas.

Auxilia a estabilizar o açúcar no sangue e a insulina. Coma refeições com menor quantidade, o objetivo é comer mais ao longo do dia mas não passando do limite calórico que é recomendado por dia.

4.         Realize exercícios físicos.

Comece com algo mais suave, para fazer o seu corpo se acostumar com a nova rotina como por exemplo, uma caminhada, um alongamento. Mantenha seu corpo todos os dias em movimento.

5.         Procure um médico especialista.

Para um novo hábito na sua rotina é necessário acompanhamento com um nutricionista, assim ele recomendará o melhor tratamento para o seu caso.

Persista e fique focado no seu objetivo! A sua saúde é o seu bem mais precioso e deve ser colocada sempre em primeiro lugar.

Fonte: https://hemos.com.br/blog/obesidade-e-pandemia-entenda-esta-delicada-relacao/